quinta-feira, 23 de abril de 2009

Duplinha sapeca: Seren e Peter => ADOTADOS!



NO DIA 15 DE MAIO, OS DOIS FORAM ADOTADOS JUNTOS E JÁ ESTÃO EM SEU NOVO LAR!
OBRIGADA, SENHOR! MISSÃO
CUMPRIDA!!!
=^.^=










===================================================================
A história deles antes da adoção:












Esses dois bebês foram resgatados dias 09 e 10 de abril. Depois eu soube que vários gatinhos foram abandonados no bairro no dia 09/04...







Esse bebê cinza (+- 1 mês), que é muito "parecido de rosto" com o Julinho, e de coloração idêntica à do Lilo, foi simplesmente colocado DENTRO do meu quintal,
dia 09 de abril, de manhã cedo, por um MISERÁVEL de um "cerumano" irresponsável, que, ao invés de castrar seus gatos, prefere transferir "seu problema" para terceiros. Provavelmente ele pensa ou que sou rica ou que gato não come e nem fica doente!!! É muito provável que esse bebê seja irmão dos "Bebês da Praça", pois se parece demais com eles e o Lilo se identificou de imediato com ele! Chegou com muita fome e assustado com tudo e todos. Totalmente carente!


O bebê frajola (+- 1,5 mês) eu encontrei no dia 10 de abril, às 8h30 da manhã, quando eu vinha da Paróquia, todo encolhidinho na calçada da escola pública, TREMENDO de frio, fome e MEDO.

Eu já estava muito chateada com o acontecido do dia anterior, mas me lembrei da "Parábola do bom samaritano" e não quis fazer o papel do sacerdote que encontrou o homem caído e não o socorreu... Pensei: "já tenho mais um pra encontrar lar, então serão dois... não posso deixá-lo aqui no meio da rua pra morrer estupidamente...". Detalhe: ele dormiu O DIA INTEIRO depois que foi resgatado, tamanho o estresse que sofreu nas ruas!!! :'(


Realmente, não sei o que fazer. A razão me diz pra levá-los para uma Pet-Shop, mas o coração diz pra dar lar temporário... Já tenho os 4 "bebês da praça" e o Pingo, que esperam por um lar. Agora o Peter (frajola) e o Yuri ou Yara (ainda não sei o sexo...rs). Preciso decidir o que fazer com eles. Você pode me ajudar!!! ADOTE-OS!
=============================================================

domingo, 19 de abril de 2009

Meu presente de aniversário


Florzinha foi abandonada aqui no bairro onde moro, por volta de novembro de 2008. Ela e um amiguinho, cinza e branco, foram deixados nas ruas por uma pessoa sem coração, que abriu o carro e os pôs para fora. Moraram na calçada de um prédio até suas vidas ganharem novo rumo.

Uma protetora conseguiu patrocínio e Florzinha foi castrada num consultório veterinário daqui do bairro. O médico teve uma grande e triste surpresa ao abri-la para a cirurgia: ela já havia sido operada, mas deixaram um ovário e parte do útero. Ficou internada até se recuperar da cirurgia e depois, teve que voltar para rua novamente.

Sempre que eu ia até o local onde ela estava, levava ração para ela e para seu amigo. Os moradores desse prédio colocavam água e ração para eles. Quando ela ficou internada, eu levava para ele. Certo dia em diante, não o vi mais... Há pouco tempo eu soube que ele foi adotado, graças a Deus, mas Florzinha continuava lá no seu cantinho, ao lado da Praça.

Resolvi colocá-la para adoção em meu blog, pois sempre me preocupei com sua vida e integridade física. Orei muito por eles no fim do ano, para que não se assustassem com os fogos e sofressem nenhum acidente; orei por eles sempre que chovia ou fazia frio; orei pelo cinza, para que tivesse encontrado um lar e não ter sido vítima da crueldade humana; orei por Florzinha, antes, durante e depois da Semana Santa, para que nenhum louco a seqüestrasse com o fim de usá-la em ritual macabro.

Com a doação da Lindinha, pensei, pela primeira vez, em pedir um presente de aniversário ao meu marido: dar lar temporário para a Florzinha. Entretanto, no dia nove de abril, pela manhã, ouvi um choro desesperado de um filhote e corri para o quintal: haviam colocado dentro do meu quintal um filhotinho cinza de, no máximo, um mês de vida. Fiquei muito deprimida, não só pela crueldade, audácia e falta de senso de quem fez isso, mas principalmente por ver meu plano de abrigar a Florzinha ir por água a baixo. Á tarde, fui tirar xerox e plastificar um cartaz para colocar no portão, para ver se intimido esses “projetos de gente” a não abandonarem mais na minha casa, nem na praça e soube que naquela manhã deixaram uma caixa de papelão cheia de filhotes em frente à veterinária! Volta e meia esses preguiçosos miseráveis fazem isso! E a Prefeitura do Rio faz castração de graça!!! Gentália miserável que não castra seus animais e joga seu “problema” (os filhotes indefesos) na porta dos outros. Hão de pagar muito caro por isso. Aqui se faz, aqui se paga...

No dia dez, Sexta-feira da Paixão, meu aniversário, quando eu voltava da Paróquia, junto com mais duas pessoas da igreja, mais ou menos às oito e meia da manhã, encontrei um filhote de mais ou menos um mês e meio, encolhido na calçada, tremendo muito de fome e medo. Lembrei-me da “Parábola do Bom Samaritano”, ponderei, chorei interiormente, sabia que “não poderia” recolhê-lo, pois já tenho cinco filhotes para doar, mas como deixá-lo ali na rua para morrer atropelado, de fome, de sede, ser chutado??? Como??? Como eu poderia, depois disso, pregar na igreja que devemos amar a criação e cuidar dela, pois somos mordomos de Deus? Tenho plena consciência que não posso salvar todos os animais do mundo, mas posso me esforçar um pouco para encaminhar ao menos esses casos extremos que passam pelo meu caminho. Aliás, todos podemos, basta ter um pouco de boa vontade e pensar primeiro em agradar a Deus, o Criador de tudo!

Fiquei muito triste, amargurada com esses pseudo seres humanos que abandonam vidas, que matam crianças, que não cuidam da criação. Fiquei com vontade que o mundo se acabasse logo, o mais rápido possível. Foi o pior aniversário da minha vida. Só pensava na Florzinha e pedia a Deus para guardar sua vida naquela Sexta-feira, especialmente.

Na minha família, alguns entenderam meu gesto de recolher os dois filhotes, outros não. Mas não importa, eu fiz o que deveria ter feito!

A Sexta-feira da Paixão e o Sábado de Aleluia são, normalmente para mim, dias muito tristes, por tudo que significam. Dessa vez, foi tudo péssimo. Finalmente a Sexta-feira passou, o Sábado de Aleluia, também passou e chegou o Domingo da Ressurreição. Estive muito ocupada o dia todo com meu trabalho e me alegrei um pouco com dois batismos que realizei, sem contudo, esquecer-me da Florzinha, lá no seu cantinho, aguardando uma chance de ser feliz. Passou também a segunda-feira, sem nenhuma novidade. Conversei com amigas e pedi um contato com uma pet-shop para levar os dois filhotes.

Na terça-feira pela manhã, após voltar da Paróquia, tratei da gataria e comecei meu trabalho no computador. Recebi um recado via Orkut, de uma moça que já adotou um resgatado meu, perguntando sobre a Florzinha. Quase enfartei! Na semana anterior ela havia demonstrado interesse em adotar uma gata que não será colocada para adoção e eu nunca imaginaria que ela fosse “olhar” para a Florzinha. Respondi sua pergunta até com medo de não dar as informações corretas e sem acreditar que aquilo estava acontecendo. Conversa vai, conversa vem, ela me pediu pra fazer um exame de sangue na Florzinha (diga-se, bem caro), para detectar a presença ou ausência de duas terríveis doenças que acometem os gatos, fazendo o depósito do valor do exame diretamente em minha conta bancária. Imediatamente, peguei a caixa de transporte e corri para pegar a gatinha e levei-a ao consultório, onde o exame foi feito. Avisei sobre tudo ao meu marido e trouxe-a para minha casa. Ela ficou em meu escritório, isolada dos demais. Meu Deus, como eu rezei para que o exame desse negativo, pois caso contrário, o que eu faria com ela??? No dia seguinte, nada do resultado, pois o laboratório atrasou. Na quinta-feira, fui no consultório, o laudo havia chegado, mas o doutor estava em cirurgia. Liguei pra lá mais tarde, mas o doutor havia saído para um atendimento em domicílio. Antes de ir pra Paróquia, já às 18h45, eu apelei: liguei pro celular dele! Resultado: Negativo para Vírus da Leucemia Felina (Felv) e negativo para Vírus da Imunodeficiência Felina (Fiv)!!! Virgem Maria, pulei de alegria e rezei agradecendo a Deus por bênção tão grande! Imediatamente telefonei para a adotante dando-lhe a notícia. Ela ficou radiante e marcamos a entrega da Florzinha para sábado, dia 18/04, às 16h.

Resultado: recebi de Deus muito mais do que eu pedi ou poderia imaginar e dou a Ele muitas graças por Ele ter me usado para fazer a diferença na vida dessa princesa tão linda, que agora chama-se Jolie e é irmã dos pequenos Yog, Blade, Viola e Batman.

Glória a Deus nas maiores alturas! Saúde, paz, prosperidade e todas as bênçãos de Deus para a vida e família da nova mãe da Jolie.

Que sejam felizes para sempre!


Josi Saldanha

Dignicats - Proteção e Doação de Animais


sábado, 4 de abril de 2009

Florzinha - ADOTADA!!! \O/


FLORZINHA - ADOTADA!!! \O/

Essa menininha tem uma história muito triste!
(NÃO TEM MAIS, POIS FOI ADOTADA HOJE!!! - 18/04/2009)

Ela e mais um coleguinha foram abandonados aqui no bairro, em torno de dezembro de 2008. Pelo estado em que foram abandonados, tud indica que já tiveram donos. Seu coleguinha, uma macho cinza e branco, muito lindo, "desapareceu" - espero que tenha sido adotado...

Uma protetora conseguiu patrocínio para castrá-la e tamanha foi a surpresa do veterinário ao descobrir, depois de abri-la para a cirurgia, que ela já havia sido operada, mas havia dentro dela "restos" de útero e um ovário!!!

Ela foi operada de verdade, dessa vez, ficou uns dias hospedada no consultório, mas teve que voltar para a rua... As pessoas a alimentam, mas a rua não é lugar para uma menininha tão meiga, linda e mansa!!!


Ainda não posso abrigá-la, pois como podem ver aqui mesmo nesse blog, tenho muitos gatinhos para doação. Meu coração vive apertado, receoso de que algo aconteça a ela antes de lhe conseguirmos um lar seguro...

Ajude a transformar a vida dessa princesa! Adote a Florzinha!!!
ADOTADA!!!


A entregarei pessoalmente, tomada banho, cheirosa e vermifugada!
ADOTADA!!!


Você se encantou por essa mocinha? Você pode mudar a vida dela para sempre! Preencha o questionário e envie para nós. Ela pode ser sua!!! :)

Nosso e-mail: dignicats@gmail.com

FLORZINHA FOI ADOTADA (18/04/2009) E AGORA CHAMA-SE "JOLIE"

video

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Orações



Oração pela Natureza e pelo Mundo

“Ó Deus, nós te damos graças por este universo, nosso lar; pela sua vastidão e riqueza, pela exuberância da vida que o enche e da qual somos parte. Nós te louvamos pela abóbada celeste e pelos ventos, grávidos de bênçãos, pelas nuvens que navegam e as constelações, lá no alto. Nós te louvamos pelos oceanos, pelas correntes frescas, pelas montanhas que não se acabam, pelas árvores, pelo capim sob os nossos pés. Nós te louvamos pelos nossos sentidos: poder ver o esplendor da manhã, ouvir as canções dos namorados, sentir o hálito bom das flores da primavera. Dá-nos, rogamos-te, um coração aberto a toda esta alegria e a toda esta beleza, e livra as nossas almas da cegueira que vem da preocupação com as coisas da vida e das sombras das paixões, a ponto de passar sem ver e sem ouvir até mesmo quando a sarça, ao lado do caminho, se incendeia com a glória de Deus. Alarga em nós o senso de comunhão com todas as coisas vivas, nossas irmãs, a quem deste esta terra por lar, juntamente conosco. Lembramo-nos, com vergonha, de que no passado aproveitamos do nosso maior domínio e dele fizemos uso com crueldade sem limites, tanto assim que a voz da terra, que deveria ter subido a ti numa canção, tornou-se um gemido de dor. Que aprendamos que as coisas vivas não vivem só para nós; que elas vivem para si mesmas e para ti, que elas amam a doçura da vida tanto quanto nós, e te servem, no seu lugar, melhor que nós no nosso. Quando chegar o nosso fim, e não mais pudermos fazer uso deste mundo, e tivermos de dar nosso lugar a outros, que não deixemos coisa alguma destruída pela nossa ambição ou deformada ela nossa ignorância. Mas que passemos adiante nossa herança comum mais bela e mais doce, sem que lhe tenha sido tirado nada da sua fertilidade e alegria, e assim nossos corpos possam retornar em paz para o ventre da grande mãe que os nutriu e os nossos espíritos possam gozar da vida perfeita em ti.”

(Do livro Orações por um mundo melhor, PAULUS, 1997.)

http://colagens.blog.dada.net/post/516806/ORA%C3%87%C3%83O+PELA+NATUREZA


Oração para um animal doméstico


“Bendito és tu, Senhor Deus! Na tua infinita sabedoria, preencheste o universo, abençoando-nos com todos os seres viventes. Especialmente, agradeço-te por me confiares meu animal de estimação (nome do animal), meu(minha) amigo(a) que me traz tanta alegria e cuja presença muitas vezes me ajuda a seguir adiante em momentos difíceis.

Por favor, abençoa meu animalzinho e faz-me um guardião responsável de tua criatura. Que nós possamos continuar a dar uns aos outros alegria, lembrando-nos do teu poder.

Assim como meu animal confia em mim para que tome conta dele, faz-me confiar mais em Ti, que tomas conta de nós, e ajuda-nos a compartilhar do teu amor por todas as tuas criaturas. E, especialmente, protege todas as espécies ameaçadas e perdoa-nos por nossa negligência em salvá-las. Que nós possamos entender a importância da preservação da obra de tua criação.

Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.”


(Rede Episcopal do Bem Estar Animal: http://www.franciscan-anglican.com/enaw/)


ORAÇÃO PELOS ANIMAIS

“Por todos os animais abusivamente utilizados, mal alimentados e cruelmente tratados, por todas as tristes criaturas em cativeiro, cujas asas batem contra grades, por todos aqueles que são caçados, ou perdidos, ou abandonados, ou que estão com fome, por todos aqueles que têm que ser abatidos… a todos os que deles tiverem que tratar, pedimos que o façam com um coração compassivo, mãos carinhosas, e palavras gentis.”


Autor: Albert Schweitzer